Clínica com Medicina Dentária Preventiva na cidade do Porto

A prevenção na medicina dentária é muito comum em pacientes de odontopediatria, porém uma abordagem preventiva é também importante para toda a vida.

É certo que nas crianças a evolução das cáries se dá de forma mais rápida, por isso a preocupação e o controle, no mínimo semestral, durante a infância. Em casos onde o dentista identifica uma maior propensão ao aparecimento de cáries, poderá até indicar a redução o período de retorno do paciente ao consultório. Na fase adulta, o controle semestral é o ideal, porém o espaço entre as visitas pode ser diminuído caso o médico dentista identifique uma alta incidência de cáries, tártaro ou um aumento da susceptibilidade à doença periodontal, ou aumentá-lo caso julgue necessário. A ausência do paciente em consultório por período prolongado pode acarretar o desenvolvimento de problemas que poderiam ser prevenidos ou interceptados em uma fase inicial, com menor perda de estrutura dentária e ou óssea e periodontal. Uma cárie que se formou em seis meses na estrutura superficial do dente pode ser facilmente restaurada em uma sessão, já a mesma cárie deixada sem tratamento, pode se propagar pela estrutura interna do dente atingindo a polpa e consequentemente o nervo do dente. Nesta situação, a cárie causa uma inflamação do nervo levando a um quadro de pulpite que gera a dor de dentes. Quando isto ocorre, é necessário o tratamento endodôntico e uma restauração maior, já que o dente perdeu bastante estrutura, muitas vezes é necessário uma prótese, onlay ou até uma coroa com espigões para reconstruir o dente. Seguindo com a filosofia da prevenção, uma cárie que inicialmente poderia ser removida e restaurada com resina composta, pode evoluir e no futuro precisar de um tratamento muito mais complexo, que é feito em múltiplas sessões. Existem pacientes que não tem muita tendência a desenvolver cáries e se sentem desobrigados do controle periódico, porém existem outros problemas orais que podem se manifestar de forma silenciosa e que também devem ser evitados. A formação de tártaro causa uma inflamação gengival que é indolor, porém pode levar a perda de estrutura óssea e retracções gengivais que são irreversíveis. É muito comum pacientes que nunca tiveram cáries ou tem um baixo índice de cáries desenvolverem a doença periodontal na fase adulta. Além da perda de estrutura dentária e periodontal irreversíveis, o tempo de tratamento pode aumentar consideravelmente, assim como o custo do tratamento se eleva devido ao maior número e complexidade de procedimentos necessários para reestabelecer a saúde e função do elemento dentário.

A Projectamos Sorrisos tem esta visão preventiva de saúde dentária e pratica um sistema de retorno avisando o paciente quando retornar ao consultório.

MENU